Arquivo da tag: redes sociais

O que seu Facebook diz sobre você

Confesse. Você já analisou o perfil de Facebook de alguém para descobrir como a pessoa é.

Pois dizem estudos que aquilo que você curte nas redes sociais diz muito mais que imaginamos, como seu QI e sua homossexualidade.

Um site “You Are What You Like” (“Você é o Que Você Curte”) fez uma versão bem simplificada dessa avaliação, mas que mostra, por exemplo, se você é competitiva, extrovertida, calma, espontânea…

whatyoulike

Você pode testar sua personalidade Facebookiana clicando aqui: youarewhatyoulike.com. 

*Dica sugerida por Gisele Macedo
Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

O objetivo é a informação, não é?

A página do Estadão no Facebook esta pedindo a participação dos leitores do jornal por um bom motivo: indicar as baladas do Brasil com falhas na segurança. Com base nas dicas enviadas, repórteres do jornal vão apurar as informações.

Enquanto a mídia, em geral, explorou à exaustão o sofrimento das famílias que perderam parentes no incêndio em Santa Maria, o Estadão fugiu da obviedade e abriu uma oportunidade de colher (com quase nenhum esforço) informações para uma boa pauta.

fb estadao - danceteria fogo

Essa ação mostra também que, enquanto alguns veículos de comunicação têm medo que a propagação de notícias nas redes sociais se sobressaia aos sites de jornalismo, outros aprendem a utilizar esse meio. E, o melhor, a utilizar juntos jornalismo e redes sociais por uma boa causa.

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

E o Pinterest com isso?

Há alguns meios de comunicação (redes sociais, facilitadores de troca de informação, como preferir…) que surgem sem manual de instruções. Com o Pinterest foi assim, primeiro chegou ao Brasil a notícia de seu sucesso para depois chegar alguma discussão sobre sua real utilidade.

E como diz um artigo recente do FastCompany: “Se você não pensa sobre estratégia antes de mergulhar no marketing no Pinterest, seus esforços em ‘pining’ são muitos prováveis de transformarem-se em uma gigastesca perda de tempo.”

Pela definição do próprio Pinterest, este é um serviço de compartilhamento de conteúdo que permite que seus membros “alfinetem” imagens e videos em seus murais, compartilhando-os no formato de rede social. Pelo artigo da FastCompany, o Pinterest é uma forma de uma marca levar conteúdo útil, educacional, de entretenimento ou inspirador para seus clientes.

Nesse artigo, baseado no livro Pinfluence, de Beth Hayden, há algumas dicas para isso:

– Descubra quem é seu cliente ideal.
Ligue para eles, faça perguntas, conheça tudo o que seus principais clientes gostam e vivem.

– Pregue em seu mural apenas o que tem valor par esse cliente ideal
Um exemplo dado é a marca Pretzel Crisps (@PretzelCrisps), que utiliza seu Pinterest não só para publicar fotos dos pães e doces que vende, mas também de outras coisas que seus fãs amam. Por exemplo, um de seus quadros chama-se “Genius” e é sobre ideais espertas para casas e escritórios.

– Sincronize suas mídias sociais
“Seus esforços no Pinterest precisam combinar com o restante da sua estratégia de marketing online”, precisam seguir a mesma linha editorial.

E (isso não está no artigo, mas me parece bem óbvio) seja visual!
Na TV, todos sabem que um conteúdo precisa obrigatoriamente de imagem para ir ao ar. No Pinterest também.
Não só, mas também.

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

#M1T000 em marketing

Sim, sou são paulina, não sou uma fonte imparcial para falar do São Paulo, mas hoje me surpreendi mais uma vez (a primeira foi esta aqui) com as estratégias de marketing do time.

Com olhos nas redes sociais, o slogan para os mil jogos do Rogério Ceni, #M1T000, já nasceu na linguagem do Twitter, ferramenta que também esteve dentro do Morumbi. No intervalo, entre primeiro e segundo tempo, passavam no telão os twitts enviados pelos torcedores no perfil oficial do tricolor, parabenizando o goleiro.

Uniformizando a torcida presente no estádio, foram entregues bandeiras e adesivos imitando o bracelete de capitão do time, para os fãs colarem no braço da camisa:


Para aproximar os torcedores do time, ainda foram transmitidos em um telão vídeos enviados pelos internautas no site do São Paulo, em “mil palavras” ao Rogério. E o jogador, por sinal, entrou em campo com o gramado cercado por mil pequenos torcedores, soltando balões com as cores do time.

Que orgulho, marketing tricolor. Que orgulho.

2 Comentários

Arquivado em Uncategorized

Twitter pra quê?

As pessoas não sabem por que estão no Twitter.

Vendo a publicação desse infográfico, feito pelo Lab42, reafirmei minha impressão. A maioria dos usuários da pesquisa entrou no Twitter porque os amigos também estavam (33%) ou só por curiosidade (30%), sem um objetivo específico.

E assim essas pessoas permaneceram: 69% continuam na rede achando novos usuários para seguir de acordo com a recomendação dos amigos, enquanto só 47% usa a busca para encontrar uma pessoa ou tema de interesse específico.

Não acho de verdade que será sempre assim. Imagino que cada vez mais as pessoas utilizarem o twitter para momentos e temas específicos. O YouPix, por exemplo, deixou essa impressão.

Ali, o Twitter foi utilizado como um facilitador da comunição pelas pessoas presentes no evento, que o usavam em tempo real para interagir nas palestras e para trocar contatos com quem estava no mesmo local. Enquanto isso, os organizadores utilizavam as informações para traçar um perfil, também em tempo real, das pessoas presentes no evento.

Na entrevista com o Gilberto Gil, por exemplo, o Twitter serviu como base para perguntas dos entrevistados (alguns o tempo todo com o celular na mão) e para lembrar o nome de uma pessoa que o Gil queria citar, com alguém da plateia enviando a informação para o Twitter do YouPix, em um telão ao lado do entrevistado. Esse formato de publicação no telão, aliás, de frente para a platéia, fez o público se divertir com seus próprios comentários sobre as “viagens” do entrevistado.

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Quem matou a Norma, nos 45 do 2º tempo

Já achava demais o minuto a minuto da Uol pros jogos de futebol, agora, fazer o mesmo pro capítulo final da novela Insensato Coração foi genial!

Golaço: a página que o site fez para a novela tem foco em redes sociais (isso funciona: foi pela atualização do @fedbalves  no Facebook que cheguei ao site).

Para postar comentários, o usuário faz login no Facebook, Twitter ou UOL Perfil, e uma grande área da página é separada para as atualizações no Twitter sobre o tema.

A página também une notícias já publicadas no portal, foto, descrição dos personagens…, ou seja, muito conteúdo que o próprio portal acumulou durante a novela e que só precisava ser reunido da maneira correta.

3 Comentários

Arquivado em Uncategorized

Pagar por minhas páginas no Facebook?

Quanto os sites de redes sociais estão lucrando com cada foto que você coloca em seu álbum, em cada frase que atualiza em seu status? MUITO.

O lucro das empresas de mídias sociais é algo óbvio, mas que raramente paramos para analisar:  quando publicamos um conteúdo qualquer em nosso perfil estamos criando uma nova página online, que abrirá espaço a mais uma publicidade e, consequentemente, mais dinheiro será arrecadado com propaganda.

O MyCube, empresa que está desenvolvendo um modelo que permita as pessoas controlarem melhor (e até monetizar) o conteúdo que publicam em suas redes sociais, criou um infográfico para ilustrar esses valores:

Em um ano, usuários do Facebook compartilham 360 bilhões de conteúdos (links, escritos, fotos etc) o que estima-se que tenha gerado, apenas em 2010 um retorno de 1,86 bilhão ao site.

E quanto mais as redes sociais crescem, mais conteúdo é produzido nelas por indivíduos e empresas, e mais os empresários sentem a necessidade de estarem presentes nesse meio. O lucro de quem controla as redes sociais só aumenta, é bom pensar na possibilidade do lucro dos usuários aumentar também.

 

*Interessante também reparar nos temas dos vídeos que dão maior lucro e os conteúdos mais populares de 2010. Muitos deles, despretenciosamente postados, geraram uma visibilidade enorme para artistas e empresas.

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized