Arquivo da tag: rede social

Novas narrativas

Quantas vezes jornalistas e escritores pensam em uma maneira diferente de contar uma história? (Dizer que não segue o lead, obviamente, não vale.)

O livro O Bom Inverno, de João Tordo, levou o texto para o Facebook. Na página Fbooks, você só precisa “curtir” o narrador e os personagens do livro para seguir a história.

Como se eles fossem pessoas reais, publicam seus “diálogos” e também compartilham onde estão, o que estão fazendo.

Quem ficar perdido com as 100 atualizações no Mural pode seguir a história nos resumos diários postado na página do Fbooks.

O escritor podia aproveitar melhor os recursos do site para compartilhar links, músicas, enquetes, tudo o que ajuda a “definir” a personalidade dos personagens. Mas, ainda assim, é um passo interessante para quem gosta de escrever.

Como próximo passo, já parou para pensar em narrativas para tablets, iPads e afins? Quantas possibilidades estão abertas e como as estamos aproveitando?

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Confia ou não?

Português é a sétima língua mais falada por usuários da Wikipédia, que dedicam 399.961 views/hora à enciclopédia. Considerando as sete línguas mais faladas pelos usuários, os de língua portuguesa estão em terceiro lugar em views por hora e em número de artigos – mais de 660 mil.

Ainda hoje, saiu uma notícia no UOL dizendo que a maior editora da Wikipédia entre os países de língua portuguesa é uma brasileira. (Aliás, como brasileiros amam redes sociais, a notícia, publicada às 7 da manhã, foi, até as 21h, twitada 241 vezes e recomendada pelo Facebook outras 298 vezes.) A maior editora do site é formada em comunicação visual, mas edita artigos sobre assuntos diversos.

Acho a Wikipédia uma das invenções do século, sou defensora árdua, mas, ao mesmo tempo, não sei dizer o quanto de deserviço ela tem proporcionado. Entre tantos usuários, quantos têm olhar crítico? Quantos param para pensar quem editou, com que conhecimento e com que intenções, cada um dos textos do site? Quanto VOCÊ confia na Wikipédia?

 

Ps. Google Trends mostra uma queda considerável de acessos ao site nos últimos meses. Seria o brasileiro ficando desconfiado e buscando fontes mais precisas?

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Dicionário urbano

Sabe o que é uma “fast-food opinion”?  Quando alguém dá opiniões rasas sobre tudo, acha que entende, diz e não fala nada. E Smartphone Shuffle? Quando você anda digitando, navegando ou fazendo sabe-se lá o que no smartphone e, por conta disso, se transforma em uma tartaruga zigzagueando pela rua.

Essas palavras são parte do Urban Dictionary (em inglês), website que reúne mais de 5,5 milhões de definições.

Os termos são enviados pelos usuários, que também podem aprovar ou desaprovar a definição das palavras – o que indica se elas são mais ou menos precisas/confiáveis.

Quem criou o site foi também esperto ao colocar abaixo de cada palavra o botão “compartilhe”  e um link para comprar canecas, camisetas e imãs com a frase. Os acessos ainda são mantidos pelas seções “palavras do dia”, palavras relacionadas à sua cidade e por um blog.

Para facilitar o acesso, o Urban Dictionary tem uma sidebar que pode ser instalada pelo Google Gadgets e também é possível acompanhar as novidades por e-mail. Assinando o recebimento, na Home Page do site, uma palavra nova por dia é enviada à sua caixa postal.

A palavra de hoje do Urban Dictionary é: internest. Sabe o que significa?

Ps. Não achei sites semelhantes em português. Se alguém souber, me avise, please.

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Troca?

O nome do site trocandolivros.com já explica, né?

Este não deve ser o primeiro nem único site para promover troca de livros mas gostei pela praticidade.

Tudo que você precisa é fazer um cadastro (de menos de 10 segundos) e criar a lista de livros que tem para oferecer. Quando alguém escolher seu livro, você o envia pelo correio e ai ganha o crédito de escolher 1 livro no site.

Dá pra escolher pelo título ou ver as opções por categoria.


E pra quem quer ir além de livros… O Xcambo.com.br tem o mesmo objetivo, mas pra trocar tudo o que bem entender!!

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Ajude um reporter você também

Quem for jornalista aposto que vai vibrar comigo e fazer figas para uma versão brasileira: HARO – Help a Reporter, uma espécie de “banco de dados” de fontes para entrevista na Internet.

Para quem não for jornalista, é a chance de ser o próximo entrevistado na mídia e, sem gastar um centavo com assessoria de imprensa, alanvancar sua empresa ou prestação de serviços.

O HARO recebe a demanda de repórteres que buscam um perfil específico de entrevistado e indica, entre os inscritos no site, o que melhor se encaixa na pauta. São cerca de 103 mil fontes e 30 mil jornalistas, de diversos países, conectados.

Jornalistas: Basta preencher no site qual sua pauta, dead-line e target da publicação.

Fontes: É só fazer o cadastro e aguardar. “Todo mundo é especialista em alguma coisa”: slogan do site.

———————————————————————————————

Para quem não é jornalista sentir o drama, alguns e-mails que já recebi de colegas tentando encontrar as seguintes fontes:
– “pessoas que tenham morado na gloriosa Costa do Marfim”
– “um casal de mulheres que tenha adotado uma criança nos últimos tempos”
– “mamães de trigêmeos, de até cinco anos de idade”
– “taxista de SP que tenha relacionamento com gastronomia”
– “uma pessoa nascida em ano bissexto, mais especificamente no dia 29/02”
– “alguém que resolveu ir pro México no auge da gripe H1N1 porque as passagens estavam mais baratas”

São cerca de 103 mil fontes e 30 mil jornalistas, de diversos países, conectados no site.

3 Comentários

Arquivado em Uncategorized

Social magazines

“Uma revista social para trazer à vida as histórias, fotos, notícias e atualizações sendo compartilhadas pelo Twitter e Facebook.” Esta é a definição da Flipboard, revista/aplicativo desenvolvido para o iPad que transforma em uma publicação online, no “formato revista”, o conteúdo produzido ou indicado por seus amigos nas redes sociais.

Além do conteúdo indicado pelas pessoas da sua lista, é possível montar sua revista criando seções para os tópicos ou pessoas com as quais você se importa, além de adicionar seções sugeridas pelo Flipboard, como “esportes”, “estilo”, “tecnologia”…

Se você já comprou seu iPad, é só baixar o aplicativo aqui. Idéias como essa têm me feito tomar coragem para comprar um também…

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

Em rede, realmente

Outra do Google.  Um site produzido em menos de 2 dias para auxiliar na localização de desaparecidos após o terremoto no Chile: Chile Person Finder.

A idéia básica – e prática -, é dividir as pessoas que acessam o site em quem busca por alguém e quem tem informações. Em poucos passos, uma pessoa pode ser localizada como centenas de telefonemas não localizariam.

É possível também postar fotos, para facilitar a busca. De acordo com a agência EFE, às 15h de hoje o site já contava com 1,1 mil registros.

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized