Arquivo do mês: outubro 2012

Como fazer um site?

Sites são criados para indicar informações de maneira clara. Cumprindo essa função, que mal há em inovar?

Já citei aqui no blog o exemplo da Pepsi, mas há diversos exemplos de sites feitos com criatividade:

DM9DDB

Apelo visual, destaque para as palavras mais procuradas (aumentando a probabilidade de oferecer o que a pessoa está buscando), definição clara da empresa no header e destaque das campanhas recentes. Outro diferencial: mapa e contatos na própria home, considerando que são essas as informações que as pessoas podem precisar com mais urgência ao acessar o site.

A Ponte Estratégia

Enquanto empresas se esforçam para buscar fotos e imagens genéricas para serem a “cara” de um site, que tal ocupar esse espaço com a conta de Twitter da empresa/ pessoa? Se preferir, pode ser com a atualização do Facebook, para ter maior apelo visual. Optando por Facebook ou Twitter, o objetivo será cumprido: oferecer informação.

Masp

Quem acessa o site de um museu de arte quer ver o quê? Arte. O site do Masp focou o que o leitor busca: as exposições em cartaz (nas duas fotos das pontas) e o endereço do Masp (na foto do meio). Simples e eficiente.

USAToday

Um site de notícias que não se parece nada com um site de notícias. Como em um jornal impresso, foco para uma foto em tamanho de destaque – assim também nenhuma informação é sacrificada da home por não ter uma boa foto. As notícias recentes são facilmente localizáveis, há a possibilidade de customizar a página inicial e um link para logar o facebook ganhou destaque na própria home.

Acreditam que esses modelos, hoje diferentes, ainda irão virar o modelo-padrão?

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

A capacidade da mudar padrões

O melhor celular já foi o menor celular, mas agora pode medir quase 15 cm de altura por 9 de largura, como o Galaxy Note.

O iPad, do qual a tela de 9.7 polegadas sempre foi exemplo para fabricantes de tablets, teve hoje anunciado seu irmão mais novo, o iPad mini, com tela de 7.9 polegadas:

O mercado (e a publicidade) apenas joga com desejos e necessidades. Somos nós que decidimos mudar nossas opiniões ou não. E mudamos, quase sempre.

Por enquanto as opiniões que ouço sobre o Galaxy Note é que é um absurdo colocar um telefone daquele tamanho na orelha. Na Coreia do Sul, onde é fabricado pela Samsung, foi um dos celulares mais vendidos no ano e elevou a um nível recorde os lucros da empresa. Dúvido que se ele chegar a ser um dos mais vendidos por aqui, seu tamanho continue causando estranheza.

Basta algumas pessoas mudarem a opinião, para outras tantas mudarem e para se criar uma nova crítica coletiva daquilo que é bom e daquilo que não é. E não digo que isso é ruim, é apenas o comportamento humano.

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Do futebol às eleições

As pessoas preferem se informar sobre futebol à ler notícias sobre política? Sim e não. A maioria delas apenas não se interessa por notícias quadradas, monótonas e tradicionalmente “políticas”.

Por isso, achei genial a maneira como a Folha Online está cobrindo os debates recentes entre Serra e Haddad. Um tira-teima, fórmula de sucesso do jornalismo esportivo, aponta os temas-chave de cada debate e se o histórico do que já foi publicado na mídia comprova a informação:

Ótimo para descobrir um monte de mentiras e também para entender que “quem ganha o debate” não é bem aquele que se porta melhor na frente das câmeras da TV.

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Qual é seu tipo?

Voluntário todo mundo quer ser, mas levar o plano à prática é geralmente um longo caminho. Para ajudar a ter uma diretriz do que pode ser feito e onde, a revista Sorria publicou em seu blog o teste: Que tipo de voluntário você é?

À primeira vista, pode parecer bobagem fazer um teste de revista, mas o resultado faz sentido. Ou, ao menos, dá uma direção de por onde seguir para cumprir seu papel social (sem acabar frustado por ter escolhido uma tarefa que não tem nada a ver com você).

O teste também faz parte de um Guia do Voluntariado, publicado no blog da Revista.

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Educar com o YouTube?

Não sei há quanto tempo existe, mas acabei de ficar sabendo do YouTube EDU – por uma divulgação feita pelo próprio Google, no Dia do Professor (15/10).

Para quem é professor e para quem não é, o canal oferece vídeos de variadas instituições de ensino (em inglês) com conteúdo dividido por “ensino fundamental” e “ensino médio”, além de uma divisão por área de estudo: Ciências, Engenharia, Matemática e Administração.

Para completar, uma seleção de vídeos classificados como “Aprendizado para toda a vida”. Ótimos.

Só faltou uma seleção para a (complexa) área de Comunicação.

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Morte à frase: “Você não sabia?”

A princípio, estava aqui de passagem, só pra comentar a esperteza da VML Brasil com a propaganda feita com o Tufão (um dia Murilo Benício) para a Vivo. Nela, o ator fala ser o último a ficar sabendo das coisas, o que não aconteceria agora que tem Internet no celular. Mas… no Brainstorm9, blog onde vi pela primeira vez a propaganda, outro discurso ganhou a atenção.

O autor do blog conta o sucesso do vídeo dizendo que não assiste à novela, e os leitores começam uma chuva de críticas. Na maior parte dos comentários, a reclamação é porque ele teria obrigação de assistir, de saber o que se passa com Tufão e Carminha.

Não sei quando essa inversão aconteceu, mas assistir à novela passou de ato malvisto à necessidade de quem trabalha com comunicação.

Essas mesmas pessoas que trabalham com comunicação podem não saber nada de política, nada de debates sociais, nada de economia mundial, mas têm a obrigação de saber quem é Tufão e Carminha. E de, quem sabe, bradar para que a justiça seja feita com esse pobre rapaz (que não usa Internet Vivo).

Esse tipo de julgamento, ou de discurso, que diz inconformado “Você não sabia???”, para mim, é hipocrisia pura. Quando uma pessoa cobra outra por não saber de algo, está ignorando tudo aquilo que ela também não sabe. E esquecendo que cada um tem suas prioridades sobre que conhecimentos quer adquirir.

————————————————————————————————————

Para quem não viu a propaganda da Vivo:

 

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Ajudinha extra

Para os indecisos nos 45 do segundo tempo (como eu), uma ajuda na escolha de que vereador eleger: www.repolitica.com.br

No site, os próprios usuários votam e suas opiniões transformam-se em ranking de maior popularidade, ética e competência. Outras características também são descritas como as qualidades e prioridades do candidato.

Mas é bom não se limitar às respostas do site. Um dos candidatos que tinham me interessado, no topo da lista de competência, foi só jogar o nome no google e o primeiro link que apareceu foi: “o candidato que usa máscara no horário eleitoral”. Aí não dá, né?!

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized