Arquivo do mês: novembro 2010

Informação vale quando compartilhada

O que você faz depois de ler o Metro pela manhã? Repassa pra alguém mais ler? Ou, já que é de graça mesmo, pega e joga fora 5 minutos depois?

O Metro News, aqui do Canadá, está com uma campanha para incentivar as pessoas a compartilharem o jornal depois da leitura. Além das propagandas (como a que está na metade de baixo da imagem) serem bem bacanas, essa semana eles fizeram “passatempos” de incentivo.

Os passatempos são, por exemplo, Monster Mash (um espaço para desenho dividido em 4 partes, onde o leitor nº 1 faz  a cabeça, o leitor 2 o tronco…), um cartoon colaborativo, para completar as falas dos personagens, e um jogo-da-velha.

E, o que eu achei mais legal: uma listinha com instruções para você entregar o jornal depois de ler. O leitor 1 tinha que repassar para uma pessoa de bigode, o nº 2 tinha que achar alguém usando roupa amarela…

Está certo que eu não vi ninguém passando os jornais, mas, de qualquer maneira, foi uma maneira criativa de fazer as pessoas começarem a pensar em compartilhar.

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

Penso, logo…

Logotipos criativos, inteligentes e/ou bem-humorados!

by matto

by jerron

by mh

by mh

by gPhoto

by cresk

 

O logo com o elefante para o Maximum cleaning service, achei o máximo! haha

Detalhes sobre cada logotipo e sobre os autores/designers estão no site Logopond.com

2 Comentários

Arquivado em Uncategorized

Seu próximo emprego

Change manager / Gerente de mudança . Essa é a aposta de Glen Hiemstra, autor do site futurist.com, para uma das 5 profissões mais requisitadas nos próximos 10 anos.

Dentro da área de TI, o título de “Change manager” é bem definido: administrar, implantar, monitorar projetos de mudança de tecnologia. Mas o que Hiemstra fala é de uma área de atuação bem mais ampla: consultores, professores, conselheiros, ajudando pessoas e instituições a mudar.

Mudar é cada vez mais inevitável para empresas e pessoas. E se adaptar a novas situações, tecnologias, modos de pensar, não é fácil para a maioria.

“Os profissionais bem-sucedidos de amanhã serão aqueles que saberão lidar com o instável”, diz o artigo Will We All Be Unemployed?, de Matthew Budman. “Pessoas acham o pensamento crítico difícil porque isso é uma mudança radical dos 20 anos que estudaram como resolver problemas bem estruturados. (…) Se você não consegue definir um problema com precisão as pessoas enlouquecem. Bem vindo ao mundo real. O jogo mudou. Os problemas mudam tão rápido quanto nós trabalhamos neles.”

As outras 4 profissões-aposta de Hiemstra são:

– Tecnologia de informação, engenheiros de comunicação e provedores de conteúdo e serviço; considerando que quase todos os cidadões no mundo terão um smartphone

– Cuidados da saúde. A população mundial está envelhecendo…

– Engenharia de energia, como parte de uma transição de 50 anos de combustíveis fósseis para uma nova era de fontes de energia

– Re-engenheiros urbanos (City re-imagineers), para lidar com cidades em constante crescimento e em como elas continuarão abrigando mais pessoas, negócios e serviços de uma maneira sustentável

Todas essas profissões, por sinal, estão de alguma maneira relacionadas à transformação… Adeus, Estabilidade! Bem-vindo nosso poder de adaptação.

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Só mais 1 minuto

Uma única bactéria, se colocada para se reproduzir dentro de um tubo de ensaio cheio de alimento, resultará no fim de toda a comida em 60 minutos. Aos 59 minutos, o tubo estará apenas cheio pela metade. Mas, crescendo exponencialmente, assim como a população mundial, as bactérias só precisarão de mais 1 minuto para preencher o tubo por completo e para a comida acabar.

Como uma metáfora para o consumo e crescimento populacional que vivemos, cientistas dizem que já estamos nos nossos 59 minutos.

O The Test Tube, documentário-video-campanha-narrativa multimídia criado pela NFB (National Film Board of Canada)/Interactive, conta essa metáfora perguntando: O que você faria se tivesse 1 minuto extra?

Um vídeo com David Suzuki, um premiado cientista-ambientalista, inicia na tela, enquanto Tweets que contêm a palavra escrita por você começam a aparecer. Ao fim da explicação, a reflexão: o que mesmo você faria com 1 minuto extra?

Bom, a resposta campeã no site é… dormir.

E, mea culpa, eu usaria um minuto extra para: sorrir. Pois é, o mundo lá acabando, e eu sorrindo… Junto com um tanto de gente twittando sobre seus próprios sorrisos.


Ps. O site vale a visita tanto pela mensagem quanto pelo visual gráfico e pela narativa multimídia.

2 Comentários

Arquivado em Uncategorized

Para dar um sorrisinho pela manhã

Bem mais divertido tomar café-com-leite em uma caneca assim:

* Criação de Peter Ibruegger, à venda no próprio site do artista

4 Comentários

Arquivado em Uncategorized

Nuvem de tags

Não é uma novidade, mas fazer nuvem de tags é divertido – e bem útil.

Fui procurar hoje como fazer para usar em uma apresentação e levei um tempão para achar uma maneira simples de resolver isso. Mas acho que encontrei a melhor solução: o site Wordle.com.

Para a nuvem de tags que eu precisava (os temas mais frequentes em uma revista que estou analisando) tive que digitar as palavras que eu queria utilizar e copiá-las o número de vezes que cada uma aparecia. Mas, se quiser ver as palavras mais frequentes de um documento, basta copiar o texto no site. De um site, é só colar a URL.

O site tem várias opções de layouts e fontes, e facilita oferecendo algumas combinações de cores já definidas.

A primeira página aqui do blog ficou assim :)

Ou assim:

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

O que faço com isso?

Máquina fotográfica antiga, impressora quebrada, aparelho de som que não usa mais… O que você faz com isso?

Jogar no lixo não é, definitivamente, uma opção.
Falei outro dia aqui do E-lixo.org, e agora descobri uma outra empresa que também facilita o destino desses produtos, a Cidadão Eco:

 

Eles selecionam os materiais, fazem o desmonte dos aparelhos e encaminham para empresas de reciclagem licenciadas. Você pode pagar para fazerem a retirada dos materiais (agendando dia e hora pelo site) ou enviar tudo pelo correio ou transportadora para:

Caixa Postal 3505
Cep 09950-971
Diadema – SP

Não devem ser jogados no lixo (e são aceitos pela Cidadão Eco): rádios, aparelhos de som, materiais de informática, impressoras, CPUs, placas de circuito lógico, teclados, mouses, fontes de energia, eletrodomésticos, microondas, liquidificadores, aparelhos de telefone, celulares, câmeras fotográficas, filmadoras e brinquedos eletrônicos.Para quem não mora na Grande SP, outras opções podem ser encontradas aqui: www.lixoeletronico.org.

2 Comentários

Arquivado em Uncategorized