Arquivo do mês: julho 2012

Doador de órgãos: comunique

Como pode algo essencial como doar órgãos não acontecer por uma má comunicação? Sem declaração, registro, escrito, a família do possível doador fica perdida, e a boa ação vai pras cucuias.

Algo precisava ser feito, claro. O que eu não esperava é que isso viesse de um acordo entre governo e Facebook.

Uma parceria entre o Ministério da Saúde e a rede social tornou disponível no perfil dos usuários um campo para que se manifeste o desejo de ser doador. Basta clicar em sua própria foto de perfil, aí em “Evento cotidiano” (bem ao lado da atualização de status) e escolher a opção “Saúde e bem-estar” e, depois, “doadora de órgãos“:

Pronto, comunicado:

Ainda que a autorização da família continue sendo necessária, o Facebook é uma prova registrada e pública da vontade do doador. Que, com essas condições, imagino que dificilmente não seja acatada.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Quanto notícia gera uma única partida?

Inegável que os Jogos Olímpicos geram aos jornalistas pautas, das mais diversas, a cada segundo. Mas, quando falamos de futebol, de campeonato estadual ou brasileiro, quantas são as informações para serem noticiadas de um único jogo?

Diferentemente do que se espera, muitas.

O exemplo é a página Pré-jogo do Uol Esportes, que compila uma grande parte delas:

Em uma única página são dispostas uma notícia de contextualização do jogo, nome e informações básicas de cada jogador e do treinador, esquema tático do time, desfalques (junto ao porquê), frases ditas pré-jogo e as estatísticas de cada time. Tem ainda os pontos ganhos nas últimas três rodadas, em formato visual que mostra esse número dentro do total possível.

A participação do leitor está na mesma página, com comentários, claro, e com os palpites do leitor, a estatística do site Chances de Gol e o histórico do confronto.

Todas as informações em uma única página, para ninguém ter trabalho.

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Animação de cinema, online

De 25 a 29 de julho, tem AnimaMundi em São Paulo e uma lista grande de curtas animados disponíveis pela Internet no concurso online oferecido pelo festival, o AnimaMulti. O bacana é que é possível assitir às sessões do festival e, se não der, comprar o DVD na loja online no site e, se não der, acompanhar e votar nas animações do concurso online.

Quem vai até o Memorial da América Latina tem o plus de poder fazer sua própria animação, que, democraticamente, vai parar também no site do Festival.

Entre os vídeos do AnimaMulti, “Ao Resgate”, dos brasileiros Fabio Augusto Daher Vianna, Odirlei Seixas e Felipe Martins Ferreira Grosso:

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

E o Pinterest com isso?

Há alguns meios de comunicação (redes sociais, facilitadores de troca de informação, como preferir…) que surgem sem manual de instruções. Com o Pinterest foi assim, primeiro chegou ao Brasil a notícia de seu sucesso para depois chegar alguma discussão sobre sua real utilidade.

E como diz um artigo recente do FastCompany: “Se você não pensa sobre estratégia antes de mergulhar no marketing no Pinterest, seus esforços em ‘pining’ são muitos prováveis de transformarem-se em uma gigastesca perda de tempo.”

Pela definição do próprio Pinterest, este é um serviço de compartilhamento de conteúdo que permite que seus membros “alfinetem” imagens e videos em seus murais, compartilhando-os no formato de rede social. Pelo artigo da FastCompany, o Pinterest é uma forma de uma marca levar conteúdo útil, educacional, de entretenimento ou inspirador para seus clientes.

Nesse artigo, baseado no livro Pinfluence, de Beth Hayden, há algumas dicas para isso:

– Descubra quem é seu cliente ideal.
Ligue para eles, faça perguntas, conheça tudo o que seus principais clientes gostam e vivem.

– Pregue em seu mural apenas o que tem valor par esse cliente ideal
Um exemplo dado é a marca Pretzel Crisps (@PretzelCrisps), que utiliza seu Pinterest não só para publicar fotos dos pães e doces que vende, mas também de outras coisas que seus fãs amam. Por exemplo, um de seus quadros chama-se “Genius” e é sobre ideais espertas para casas e escritórios.

– Sincronize suas mídias sociais
“Seus esforços no Pinterest precisam combinar com o restante da sua estratégia de marketing online”, precisam seguir a mesma linha editorial.

E (isso não está no artigo, mas me parece bem óbvio) seja visual!
Na TV, todos sabem que um conteúdo precisa obrigatoriamente de imagem para ir ao ar. No Pinterest também.
Não só, mas também.

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

O que é rádio mesmo?

Não é rádio, mas é como se fosse. Não é rede social, mas é como se fosse.

A 8tracks.com se define como uma “rádio, redescoberta”. O que ela faz é te apresentar uma lista de músicas (ao menos oito) de acordo com um gênero musical, nome do artista ou estado de espírito.

Você pode ouvir a sequência sugerida ou mixar uma nova sequência. Aí entra a parte “rede social”. Quem tiver paciência, faz cadastro, cria sua conta, adiciona os mixes próprios e as faixas favoritas em seu perfil – e começa a colecionar followers.

Para os mais apressados, a busca rápida já resolve a questão, podendo também ser feita por combinação de estilos e humores. Uma versão para iPhone e outra para Android também facilita ouvir a “rádio” quando bem entender.

Quem sabe quem começou a busca por “sad” (triste), no final de 8 músicas já não mudou o humor?

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Para ser forte, ser sutil

Não acredito muito em mudança de comportamento ou campanha de conscientização feita pelo grito, pela regra ou, pior, pela punição. As ideias mais eficazes são muitas vezes as mais sutís.

Por exemplo, esta que contei aqui, que adicionou uma simples marcação de quadra de basquete para incentivar as pessoas a jogarem o lixo no lugar certo.

Esses dias, circulou essa imagem no Facebook:

Com um quê de sarcasmo (ou bom humor, como preferir), o recado está dado. Quem não anda prestando atenção onde joga o lixo, ao ver essa imagem, é certo que irá pensar.

E o que eu achei mais interessante: entre os comentários feitos na fan page em que a imagem foi publicada, há o início de uma iniciativa maior. Uma pessoa convidando todos a fazerem uma ação de conscientização em um parque, colando adesivos com a palavra “chão” nos cestos de lixo.

A Internet não gera ideias (nem campanhas de conscientização) sozinha, mas não há meio melhor para comunicá-las.

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Não vivemos sem telefone, mesmo.

Me surpreendi com um vôo da companhia aérea Qatar… Não sei se outras têm o mesmo serviço. Na TV disponível em cada poltrona há um telefone acoplado. Por ele você pode fazer ligações para outras pessoas que estão no avião, digitando o número da poltrona em que elas estejam, ou (o melhor) fazer ligações para seu País de origem ou destino, pagando um valor estabelecido, em dólares, próximo ao de uma ligação internacional.

Para pagar também é bem simples: o próprio “telefone” tem um local para passar o cartão de crédito.

E para quem vai gastar tediosas e longas horas voando, o telefone tem em sua parte porterior os botões de um controle de video-game. Na tela da TV, você escolhe o jogo que prefere e se irá jogar sozinho ou com os companheiros de viagem. Com opções que vão bem além do Tetris…

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized