Contar histórias, or stories

A ideia de fazer inglês na web, com aulas disponíveis de hora em hora (porque sempre tem alguém no mundo, na mesma hora que você, querendo treinar o inglês), já é por si só genial. Mas a escola Englishtown adicionou duas outras ferramentas que eu acho que ilustram bem o que significa dar aulas em um mundo digital e em rede.

Uma das ideias é um jogo online. Como se fosse um jogo de Lince (em que você tem que encontrar antes dos outros a imagem que cada palavra significa), você testa o vocabulário, disputando em tempo real com as pessoas conectadas no site.

A outra ideia, mais interessante, chama LiveStories – Ler e Colaborar. Uma pessoa escreve uma frase, escolhe título e foto. A outra continua, uma terceira completa a história, e por aí em diante. Alguns passos depois, uma história está formada, com a colaboração (e o treino) de todos.

english town live stories 2

Lembro que nas aulas de português do primário a professora usava essa brincadeira – ou exercício de storytelling. No site, senti falta apenas de um professor corrigindo as histórias que vão sendo escritas.

Quem trabalha hoje com educação não precisa se desprender das técnicas antigas ou que sempre usou. Mas pode utilizar o potencial das redes e da web para torná-las ainda melhores.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s