Mais de uma voz

Para quem tem a ideia (equivocada) que escrita é uma comunicação de mão única, um bom exemplo. O livro  de Stuart Diamond sobre estilos de negociação – adotados pelo Google para treinar seus funcionários em todo o mundo, aliás – começa com um pedido:

– Teste o que o livro ensina e me conte os resultados, em http://www.gettingmore.com.

Além de “soar” bem abrir esse canal com o leitor, a atitude tem relação com o que o livro ensina sobre colaboração e, também, uma segunda intenção: colher conteúdo.

O livro, que já alcançou a lista de mais vendidos do New York Times, foi escrito com base em depoimentos ouvidos pelo Stuart Diamond, que é professor, em suas classes, sem custo algum.

Dar chance para o leitor falar não é só ser simpático, é ser esperto.

Concordam?

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s