Design Thinking para quebrar barreiras

Três questionamentos para serem feitos a partir do Design Thinking (e a partir de pontos colocados por André Coutinho na palestra que ele ministrou hoje sobre o tema, na Business School SP):

1- Por que não apostamos naquilo que é possível, mas apenas no que é provado?
Hoje as empresas definem seus projetos pelo planejamento de retorno financeiro de uma ideia. Mas como uma ideia original pode ter essa comprovação? Nessa caso, parece óbvio que as decisões devam ser tomadas por aquilo que a ideia traz de possível, por sua validez, não?

2- Por que não aceitamos que o projeto ideal só será ideal após muita mudança?
Dá vergonha dizer que aquilo que foi apresentado como genial não está dando resultados tão bons assim? Ou que, sim, os resultados são bons, mas pela experiência prática viu-se que um produto/serviço/projeto pode ser ainda melhor com algumas mudanças?
Os engenheiros de software já aprenderam a lançar diversas versões de um produto, até que ele atue da melhor forma possível. Em outras áreas de negócios, nós relutamos a fazer isso por quê? Tudo pode ser aprimorado com modificações, ajustes e adaptações.

3- É bom sair e tirar os outros das zonas de conforto? E assustar?
Designers thinkers dizem que sim. O segredo é acertar a medida, ou seja, apresentar algo que não seja apenas uma incrementação de algo que já exista, mas que também não pareça objeto de ficção científica. O ideal é criar algo que se enquadre na “scary zone” (zona assustadora), ou seja, que fuja da zona de conforto, mas por surpreender, por mostrar um novo potencial.

———————————————————-

Para saber mais sobre Design Thinking: o básico (http://pt.wikipedia.org/wiki/Design_thinking) e um livro que indico (Glimmer – How design can transform your life and maybe even the world). E aposto que a pesquisa sobre esse tema não vai parar por aí.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s