Pequenos

Se as cartas se resumiram a mensagens de texto, as laudas em breves chamadas para leitura online e os pensamentos apronfundados em twittes… Por que tão poucos livros de poesia?

Digo isso pensando nas poesias breves, ligeiras, que com poucas linhas dizem mais que 200 páginas de romance-histórico-ficcional ou que volume completo de coleção de filosofia.

——————————-

Essa vida é uma estranha hospedaria,
De onde se parte quase sempre às tontas,
Pois nunca as nossas malas estão prontas,
E a nossa conta nunca está em dia…
(Mário Quintana)

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s