Cidadão designer

Cada um de nós poderia (deveria) ser um pouco designer?

O livro Glimmer, escrito por Warren Berger com muitas das ideias do designer Bruce Mau, me fez ter certeza de que a resposta é sim. E por motivos sociais, muito mais que práticos ou comerciais.

A ideia que ele mostra é que estamos vivendo um período de cidadãos designers. São pessoas que adicionam estilo ao customizar sua página no Facebook ou seu tênis no site da Nike, mas são também pessoas que estão “tentando desenhar novas soluções para velhos problemas, buscando melhorar o mundo ao redor deles”.

O autor chama esse número crescente de pessoas importando-se em melhorar o mundo de uma “nova revolução do design”, que cresce ainda mais rápido pela urgência de soluções que envolvem problemas econômicos e ambientais.

No jornalismo, por exemplo, se eu usar técnicas de design para estruturar as informações de uma reportagem, já estou passando melhor uma informação. Ou, ainda, se eu pensar/desenhar um sistema melhor de propagação de notícias para uma comunidade.

Mudar o mundo é algo mais sutil do que se pensa, e o design pode ser uma boa ferramenta para isso – não apenas a designers.

Anúncios

2 Comentários

Arquivado em Uncategorized

2 Respostas para “Cidadão designer

  1. brulauer

    O livro é seu? Me empresta? =)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s