Essa palavra pode?

Dá uma olhada no YouPix.com.br, site do “maior festival de cultura de Internet do País” (17 a 19 de agosto, na Bienal do Ibirapuera), e anota quantas palavras ou expressões ali não fazem o menor sentido pra você.

Se todas fazem sentido, parabéns, você é exatamente o público alvo do evento. Se apenas metade delas, você tem cultura geral e/ou amigos conectados. Se você  só usa a Internet pra ver notícia no Uol e mandar e-mail, esquece. Não vai entender nadica.

Teste! Em uma única página do site do YouPix estão: “todos chora”, “=///”, “Hub Mais Bonito da Cidade”, “desvirtualizar arroba”, “corrão” e “tucuta”.

Como jornalista, é sempre o dilema: se usar palavras que só esse grupo entende, muita gente pode ficar boiando (e isso é uma das coisas mais chatas desta vida). Mas, se não usá-las, estou perdendo uma chance de criar identificação com o leitor, de fazer uma comunicação segmentada de verdade, de aproximar a comunicação.

Na mídia impressa não vejo quase exemplos dessa linguagem que fala direto ao público-alvo, com ironia, humor (exceção da Wired e de vez em quando da Galileu, mas de uma forma bem contida).

Um pouco mais dessa “ousadia vocabular” do site do YouPix podia fazer bem para a mídia brasileira, não?

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s