Direção verde

Duas iniciativas, verdes e econômicas, interessantes: um veículo movido a ar e um que não gasta uma só gota de combustível enquanto estiver com o pé no freio.

Ainda distante do mercado, o veículo híbrido a ar está sendo estudado pela Universidade de Lund, na Suécia. Ele usa a energia cinética dos freios para mover um gerador que recarrega a bateria, e a mesma energia é captada na forma de ar comprimido e usada para acionar o motor.

O outro veículo já está sendo vendido há 2 anos no Brasil, o Smart. O carro possui um motor que desliga quando está parado e religa imediatamente quando você tira o pé do freio. Uma maneira inteligente de diminuir o consumo de combustível e a emissão de CO2. E de não perder um tanque inteiro de gasolina às sextas-feiras na Marginal…

Outra ideia pra ser copiada no Brasil: os incentivos governamentais para a compra de carros ecologicamente corretos. Em Portugal, por exemplo, os compradores dos primeiros cinco mil carros elétricos vendidos em 2010 receberam um incentivo no valor de cinco mil euros. No geral, lá eles não pagam os impostos para veículos e, no caso de compra de um carro elétrico à custa da entrega de um veículo em fim de vida, o deconto chega a até 6,5 mil euros.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s